Ministro chefe da GSI divulga nota de repudio a reportagem do JN

Ministro chefe da GSI divulga nota de repudio a reportagem do JN

O ministro chefe da GSI (Gabinete de segurança institucional) lança uma nota de repudio a matéria divulgada no Jornal Nacional que criticava Bolsonaro. O ministro chefe do GSI, o general Augusto Heleno, enviou uma nota de repudio ao jornalismo da Globo. Em sua nota, o ministro faz críticas à reportagem exibida no JN sobre as trocas quem vem sendo feitas por Jair Bolsonaro.

De acordo com a nota de Heleno, a matéria exibida no JN é mal elaborada e uma demonstração clara da tentativa de se manchar a imagem do presidente. Segundo Heleno a reportagem é maldosa contra o Presidente da República. Conforme sitado na nota, Heleno se refere a promoção do General Sá Corrêa. O recém nomeado Comandante da 8ªBrigada de Infantaria Motorizada, de Pelotas-RS.

Ministro chefe da GSI divulga nota sobre reportagem da Globo

Conforme destaca a nota, o Coronel Sá Corrêa foi selecionado pelo Alto Comando do Exército, por seus méritos, para integrar a lista de escolha que seria levada ao Presidente da Republica. E que o Presidente não participa das reuniões de promoção de oficiais generais, que acontecem no Alto Comando das três Forças.

Mas no entanto, a nota diz que compete ao presidente, por lei, examinar as listas de escolha. A lista  é elaborada pelo Ministro da Defesa e compete ao presidente escolher, desses nomes, os promovidos. E que cabe ao presidente, o Comandante Supremo das Forças armadas, assinar os Decretos de Promoção.

De acordo com  a nota, o Coronel Suarez assumiu a Chefia do Departamento de segurança porque era o mais antigo depois do Coronel Sá Corrêa. Heleno afirma ainda que, na reunião ministerial, o presidente citou, apenas como exemplo, uma troca que desejasse realizar, na segurança pessoal dele.

Mas que, caso houvesse qualquer divergência com relação sua decisão, ele até poderia chegar ao ponte demitir o ministro para que sua decisão como presidente fosse cumprida.

Com informações G1

Deixe uma resposta